Fazendo as malas…

O mais difícil de viajar de bike é que você vai carregar cada coisa que decidir levar… não há um porta-malas… um local onde se pode colocar várias roupas, livros, lembranças… nada. Cada coisa vai lhe custar alguns quilos a mais de pedal. E como não levar alguns itens fundamentais: um bom livro pra uma tarde a beira mar; um DVD ou dois: O Poder do Mito (pra uma dia desanimado), Tudo bem no ano que vem (pra rir e chorar); e os DVDs de músicas: Osvaldo Montenegro, Tim Maia, Jorge Bem… nada…

Vamos ver… uma barraca, 2 sacos de dormir, 2 isolantes térmicos, 2 travesseiros, panelas de camping, comida, remédios, roupas, fora as peças sobressalentes, pneu, câmara, pastilhas… (pausa para um suspiro). Depois colocar tudo isso em alguns alforges… ah… não esqueça meu pendrive, e tudo que há nele… o netbook… GPS… e meu virgem passaporte… por pouco tempo.

Enquanto escrevo, Ana Célia está lá em cima arrumando as suas malas, espalhando aquele monte de coisas pelo chão… nossas bikes estão com o Douglas, nosso personal-bikers, fazendo revisão, os últimos detalhes… vai ser nosso maior pedal… e mais longo… cerca de 900 quilometros… cerca de 20 dias….

Vamos voar até Buenos Aires, com a bike despachada de pneus vazios e sem gás de camping na bagagem… montar tudo… pedalar e conhecer o que der e vier… até o Uruguai… pegar a costa e vir até o Brasil, conhecer o Chuy e o Chuí… bem… vou arrumar algumas bagagens…

Anúncios