Vídeo Paraguay à Dentro!

Concluímos o vídeo de nossa passagem pelo Paraguay!!! Pra gente é muito bacana quando isso acontece. É como, enfim, terminar uma viagem… encerrar um ciclo pra poder começar outro. O Paraguay é uma excelente dica de pedal, podem conferir!!!

Anúncios

Entrevista com Maguiorina Balbuena

Maguiorina Balbuena foi indicada ao Prêmio Nobel da Paz em 2005, através do Projeto: “1000 Mulheres de Paz pelo Mundo”, uma provocação junto aos organizadores do prêmio, que ao longo de mais de 100 anos, pareciam haver esquecido as mulheres… Foram indicadas mulheres dos 5 continentes e 150 países. No Paraguai, foram 4 as mulheres indicadas, Maguiorina é uma delas:

“A los 18 años, trabajando como doméstica en casas de importantes familias, empecé a preguntarme por qué la mía era tan pobre y sin embargo esa gente lo pasaba tan bien.

Maggi -Maggiorina Balbuena- nació y creció en medio del campo donde el verde del follaje de los árboles se confunde con el limón de las chalas de los maizales y el polvoriento caminito rural. Hija mayor, cuidó como quien cuida un tesoro, de sus nueve hermanos. Aprendió a cultivar y a amar la tierra como el mandamiento primero de la vida. Conoció y sufrió la pobreza extrema que envolvía a todos los campesinos. Allí nació su revelación y su lucha”. (Fonte: http://www.1000peacewomen.org/spa/friedensfrauen_biographien_gefunden.php?WomenID=2157)

Nossa entrevista se deu na sede da CONAMURI, em Asunción/ Paraguay, dia 26 de janeiro de 2012.

Parte I

Início: Apresentação, infância e engajamento político;

4° Minuto: História do Paraguai, Guerra da Tríplice Aliança e conflitos com a Bolívia;

17° Minuto: História recente do país, com inserção subordinada a outros países como Estados Unidos e Brasil;

Parte II

Início: Indicação ao Prêmio Nobel com o Projeto “1000 Mulheres pela Paz”;

1° Minuto: Caso Silvino Talavera, criança morta por intoxicação de agrotóxicos da Monsanto;

7° Minuto: Atual situação da luta das mulheres no Paraguai;

Paraguay à Dentro!

Preparativos

Diários de Bordo (nem tão à bordo assim…)