Quintais vazios.

Até logo Paranaguá!

Até logo Paranaguá!

Deixamos mais uma vez Paranaguá pra traz, agora definitivamente no rumo sul. Desta vez não foi tão difícil deixar a cidade, mesmo com um pouco de trânsito chegamos a “Rodovia Argus Tha Heyn”, que daria direto na praia mais uma vez. Embora a pista fosse de mão dupla, havia um bom acostamento pra garantir nossa tranquilidade. Um retão só e muito plano, e a baixa velocidade garantiu um bom convívio entre nós e os muitos animais que vão sobrevivendo na beira das estradas, em especial nesta, cobras e lagartos.

Chegamos em “Praia de Leste”, seguindo para a esquerda chegaríamos em “Ponta do Sul”, e pelo que entendemos é desse local que a maioria dos viajantes acessa a Ilha do Mel, a viagem de barco até o sul da Ilha é bem mais curta por aqui.

Controle de acesso à Ilha

Controle de acesso à Ilha

Mas como já visitamos a Ilha, quebramos pra direita, sempre o mais próximo do mar possível, evitando as ruas mais movimentadas.

Quanta casa vazia!!! E quanta casa e prédio construindo!!! É muito dinheiro mal utilizado, uma desigualdade social enorme, sem contar a impermeabilização do solo e destruição da vegetação local.

Parada para lanchinho em um dos muitos quintais vazios.

Parada para lanchinho em um dos muitos quintais vazios.

Próximo de Matinhos, um ciclista local dava a sua voltinha diária e nos alcançou durante uma parada pro lanche. Nos contou sobre como a bicicleta tem mudado sua vida agora na aposentadoria, após uma rotina de trabalho estressante e alguns infartes. Tomara que não esperemos tanto… Na orla da cidade, mais uma demonstração de que o mar não está pra brincadeira não, e vem tomando o que é seu por aqui também, retirando de seu caminho boa parte da avenida beira mar, já chegando perto das casas.

Como ainda não voamos, vamos de balsa mais uma vez!

Como ainda não voamos, vamos de balsa mais uma vez!

Para chegar em Guaratuba tivemos de pegar a balsa, e do lado de lá fomos recepcionados pela chuva. Entre duas opções de caminho evitamos o morro e seguimos pra direita, parando em um dos primeiros hotéis que encontramos. Um time de futebol acabara de sair e seríamos só nós por lá.

Guaratuba em um domingo frio e chuvoso.

Guaratuba em um domingo frio e chuvoso.

Saímos pela cidade vazia em busca de uma calabresa para nos alimentar, mas o preço da iguaria estava tão alto que achamos uma marmitex inteira pelo mesmo valor. O rapaz do restaurante caprichou tanto que uma só nos serviu a contento, com economia e praticidade…

Dia 11: 02/12/12 – domingo.

Estatísticas do pedal:

*Distância: 51,63 km

*Velocidade Média: 14,1 km/h

*Máxima: 45,5 km/h

*Calorias: 482

*Tempo de pedal: 3h 38min

*Total: 274,4 km

Anúncios

Uma resposta em “Quintais vazios.

  1. Que legal!

    Quando eu virar um coroa chique eu vou fazer uma viagem destas também ;>)

    Bom… acho que primeiro vou reaprender a andar de bicicleta!

    Um grande abraço, Flávio. Parabéns pelas jornadas e quando Deus quiser nos encontramos por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s