Oração aos pés do Cristo

Cristo Luz - Do quintal da casa dos prim@s

Cristo Luz – Do quintal da casa dos prim@s

Antes de deixarmos a casa de meus prim@s em Balneário Camboriú, eles pediram pra fazer uma oração conosco. A família é evangélica e na oração, Ana e Jota situaram sua fé, em conexão com nossa viagem: falando do Deus existente nas belezas que encontramos pelo caminho.

A passagem por essa casa tranquila e alegre nos encheu de energias, ao que agradecemos muito.

E saímos num dia nublado (ótimo para o cicloturismo) em direção à Bombinhas. Para nós, um dia de viagem, pra eles, um grande estranhamento pois Bombinhas é “logo alí”! Iríamos pela costa e já tínhamos a informação que tinha “pirambeira” pela frente. Fomos até o fim da praia e pegamos uma “balsinha” sem sinalização e por sobre um rio poluído, pois quando não passa carro, tudo é mais precário. Por outro lado, é bem mais tranquilo de se pedalar (ou empurrar!).

Essa ladeira, que ladeira é essa?

Essa ladeira, que ladeira é essa?

Logo que passa essa “balsinha” tudo fica mais tranquilo de novo, há campings e com certeza é mais barato ficar por estes lados.

Em seguida chegamos à Itapema e da Avenida Principal um homem nos apontou a praia. Vimos uma placa indicando o “Parque Linear” e fomos pra lá, um local muito bacana com ciclovia à beira mar.

Saquei a filmadora pra registrar um momento histórico: a virada dos 500 km de nossa viagem!!! Como que a nos parabenizar dois homens um tanto alcoolizados que conversavam por ali vieram em nossa direção nos congratular. Não pelos 500 km mas pela viagem de bicicleta em si. Um deles nos contou que também já tinha rodado lá os seus 500 km uma vez que, separado da mulher, ficou com tanta saudade de seu filho que o foi visitar, de bicicleta é claro.

Nos deram mais algumas dicas de como chegar a Bombinhas e informaram que a comunidade local (os poucos antigos moradores que resistem por lá) era tudo gente fina.

Nos despedimos e seguimos pra mais uma grande subidona. Nesta hora (creio que o circuito faça um 8), estávamos no mesmo sentido do Circuito Costa Verde e Mar, e já aviso aos pretendentes que essa subida também não alisa pra ninguém não.

Descemos o morro e o pneu do Flávio furou de novo. Arrumamos e dali a pouco, furado outra vez… Segui sozinha até achar um camping e voltei até onde ele estava pra seguirmos empurrando mesmo.

Ficamos no camping “Bombas Paddle” – Rua Martim Pescador, 831, um pouco distante da praia mas nos agradou.

Dia 17 – 08/12/12 – sábado

Estatísticas do Pedal:

*Distância: 47,75 km

*Velocidade Média: 10,8 km/ h

*Máxima: 47,5 km/ h

*Calorias: 461,3

*Tempo de pedal: 4 h 25 min

*Total: 515,6 km

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s