Voltando a sonhar.

Quando viajamos, ficamos perfeitamente conectados com o presente. Embora a cabeça passeie faceira entre visitas ao passado e vislumbres do futuro, o cálculo de força pra vencer uma subida, a procura de uma sombra de árvore agradável para o lanche e a garantia que tem água suficiente até a próxima parada preenchem o dia de atividades.

Nesta viagem, como em todas, fizemos muitos planos. “Casar ou comprar uma bicicleta?”

Nossa última estadia foi um desses lugares que nos inspiram a sonhar com outros trabalhos possíveis para nós. O cara construiu uma hospedagem no estilo “hostel”, com quartos super ajeitados de até 4 pessoas, banheiros coletivos, super ajeitados, e um espaço de convivência que, na sua elegância, só podia tocar música brasileira da melhor qualidade. Além da hospedagem, ele aluga bicicletas e planeja o melhor roteiro para os que querem conhecer a região com as magrelas. Muito, muito legal.

DSC_1322

Deixamos o Hostel Refúgio Cordillera sem pressa alguma, pra percorrermos mais 20 km que nos deixariam no centro da cidade. Ainda bem que não tivemos que percorrer este trecho à noite, e ficamos tão bem hospedados, pois não havia acostamento e os motoristas se comportam mal, não respeitando nossa existência.

Chegamos ao centro e ficamos num hotel com vista pro lago, pra comemorar nossa última estadia nesta grande viagem.

DSC_1325

Obrigada por se comportar tão bem!

DSC_1327

Carregada de flores!

Enquanto apreciávamos nossos meios de transporte, já na calçada do hotel, pudemos observar perplexos um casal de ciclistas que iam no sentido contrário. Uma mulher à frente não pedalava sozinha, estava acompanha em sua tandem por uma menina de uns 10 anos de idade. Atrás vinha um homem puxando um pequeno trailer com mais uma criança dentro…

Ok. Já podemos casar e ter uma prole. Só não pedala quem não quer…

DSC_1331

Últimos recuerdos de Bariloche!

DSC_1330

Partindo e já querendo voltar…

Dia 28 – 23/02/14 – Até o centro de Bariloche

Estatísticas do Pedal:

Distância: 20,18 km

Velocidade Média: 13,2 km/h

Velocidade Máxima: 32,4 km/h

Tempo: 1h 31 min

Total: 906,5 km

Anúncios

Uma resposta em “Voltando a sonhar.

  1. Pingback: Sobre Lagos e Montanhas: pedal pela Patagônia entre Argentina e Chile | Ciclos, Letras e Quintais…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s